terça-feira, 4 de setembro de 2012

Os responsáveis pela divulgação de notícias da FEB prezam pela verdade?

Como os integrantes da "Assessoria de Comunicação Social da FEB" continuam os mesmos do fim do ano passado (2011) [trecho alterado em 20/09/12, às 00:53], a resposta é simples e direta: Não, não prezam. Além de despreparados, também não se preocupam em notificar os leitores das notícias postadas no Portal FEB (que também seguem para e-mails cadastrados) de erros nelas presentes, conforme poderá ser deduzido do que segue.

Em 17/12/2011 enviei a seguinte mensagem ao e-mail de contato da aludida "Assessoria": 

Na 2a. quinzena de junho deste ano vocês publicaram um artigo que seria supostamente de Sérgio Felipe de Oliveira (http://www.febnet.org.br/site/noticias.php?CodNoticia=903). Da simples leitura dele percebe-se que isso não deve ser verdade, uma vez que o médico é referido em terceira pessoa ("Na Faculdade de Medicina DA USP, o Dr. Sérgio Felipe de Oliveira ..."). E de fato! O texto ali, na verdade, é parte de um artigo do terapeuta Osvaldo Shimoda, publicado no site "Somos Todos Um" (http://www.stum.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=08634)... Corrijam a autoria do texto (com data de retificação) e também comuniquem os sítios e blogs onde ela foi divulgada tendo a FEB como fonte. Acho que é o mínimo que vocês devem fazer. Por fim, tenham mais cuidado na divulgação de notícias. Um caso desses demonstra demasiado despreparo da seção de Comunicação da FEB.

Não recebi qualquer resposta, e a autoria do texto simplesmente não foi corrigida enquanto o antigo site da FEB perdurou! (Isto pode ser constatado, por exemplo, da reprodução da notícia em uma postagem de junho deste ano em certo blog -- vide aqui). Com a remodelação do site da FEB, a página da notícia não é mais encontrada.

Curiosamente, o endereço para o artigo mencionado do site "Somos Todos Um" também encontra-se inválido, mas o texto pode ser lido diretamente na página do autor - aquiDe sua leitura, forçoso se faz destacar três coisas
1- o artigo é incongruente e apresenta erros básicos, pois a "obsessão espiritual" continua longe dos compêndios de Medicina e não está catalogada como "possessão" ou como "estado de transe" no item F.44.3 do CID 10 (isto não passa de um erro de interpretação); 
2- não existe uma "cadeira obrigatória" chamada "Medicina e Espiritualidade" na FMUSP; 
3- formalmente, nem mesmo disciplina optativa com este nome existe na faculdade! 
(Sobre estes últimos dois últimos pontos, veja o último parágrafo da lauda 11 do Dossiê ...)

Observem que o primeiro ponto destacado já seria suficiente para considerar o artigo falho por excelência (portanto, impróprio para ser divulgado por pessoas ou instituições que realmente prezem por notícias corretas). Mas não!... Além dos dois "bônus-mentira" que se seguiram, os responsáveis da FEB pela divulgação de notícias ainda fizeram o seguinte: 
1- suprimiram parte do artigo e mudaram seu título e autoria, passando a constar como de Sérgio Felipe de Oliveira (ou reproduziram a coisa de alguma fonte que fez isto); 
2- omitiram a fonte de onde ele foi retirado (no caso da adulteração ter sido perpetrada pela própria "Assessoria de Comunicação", os motivos da omissão exsurgem óbvios); 
3- avisados por mim sobre toda essa problemática, não se preocuparam sequer em colocar uma nota de aviso posposta à notícia no Portal FEB!

De tudo isso, fica claro então que, além de despreparados, pois que não perceberam as falhas internas do texto em si e que Sérgio Felipe de Oliveira (que constou erroneamente como autor) encontra-se citado em 3a. pessoa no mesmo, o pessoal da "Comunicação Social FEB" também não se preocupa nem um pouco com a verdade (vide item 3 acima). Sendo este grupo o porta-voz da instituição na sociedade, e assumindo que tudo isso não espelhe de fato a "Casa-Máter" do Espiritismo no Brasil (será?), é de se lastimar...

Nunca é demais dizer que cuidado redobrado deve ser tomado com divulgações por meios digitais, ainda mais quando, no caso do Boletim Eletrônico da FEB (que comunica por e-mail as notícias postadas no site), se tem mais de 90 mil inscritos!... Não é à toa que a notícia "Medicina reconhece obsessão espiritual" (de conteúdo falho e autoria forjada) encontra-se espalhada por dezenas de blogs tendo a FEB como fonte... Que beleza, hein?!

(Esta postagem será encaminhada à Diretoria da FEB, para que ela tome ciência de tudo o que escrevemos acima e se manifeste, caso queira.)